sábado, 31 de janeiro de 2009

As certezas sem dúvidas.

Desejava sentir sua respiração, era apenas isso. Um sentido para aquela quantidade de ar que era obrigada a inspirar. Em sua busca, enlouqueceu com a quantidade de sentidos ignóbeis que encontrou.

Sentiu intensamente verdades em seu peito, verdades não faziam parte de sua realidade. Sentiu, sorriu e gozou.

Da loucura, pôs-se de cabeça para baixo e observou todas as peças do quebra cabeça pelo lado do avesso. Não via o desenho, mas via os encaixes. Tornou-se estrategista. Por intuição. Confiou no que sentia, e agiu.

Foi quando seus sentidos a traíram.

A sua imaginação era forte, e a criação era real. Como tudo que é mágico, encantador e artístico.

Não tão real quanto a velha materialidade. Alem do velho e fraco portal, por onde escapam aos corajosos que covardemente não vivem na matriz, pouca coisa havia. Seria necessário construir, renovar e mergulhar.

E não seria impossível, se não fosse traída. Traída por seu peito, por sua própria ilusão. Ela até seria capaz de matar-se, mas não o fez enquanto havia tempo. Sentada, viu o portal fechar-se. Sentiu um vazio invadir a alma, e o amargo gosto da ilusão. Desejou não sentir sua respiração mais uma vez e lembrou-se de que ao menos isso era capaz de fazer.

Incompleta. Eternamente vazia. Sorriu por não ser feliz. E seguiu, séria, cética e mais uma vez, certa de que não consegue errar, mesmo com muito esforço. E pela primeira vez percebeu que um erro pode ser pior que aceitar a certeza diariamente.

7 comentários:

.ana disse...

não sei se estou num bom dia para comentar coisas assim... me identifiquei com vários trechinhos...
"Não via o desenho, mas via os encaixes."
isso é perfeito.

beijocas!

Poly Jomasi disse...

"Sorriu por não ser feliz." interessante rsr!! bju ^^

LíviaGrêgo disse...

"erro pode ser pior que aceitar a certeza diariamente."
Adorei... trecho que vou levar comigo :*

.ana disse...

tem selinho pra senhorita no meu blog ;)

bjks!!

Tatiana Lazzarotto disse...

Ai o vazio... Pq ele insiste em aparecer?

Bom texto, garota!

Naturline disse...

Fiquei muito satisfeito por perder o seu blog, agradeço muito o momento que passei para ler o seu blog.
Um afetuoso abraço.

Guanabara disse...

Que texto bom!!!

"Não via o desenho, mas via os encaixes. Tornou-se estrategista. Por intuição."

bjs